Apesar da volta gradual do comércio, não custa lembrar: a pandemia ainda não acabou. Na prática, isso significa que você precisa ter alguns cuidados na abertura durante a fase de distanciamento social.

Considerado uma atividade essencial, o mercado de pet ficou “livre” das restrições mais rigorosas dos governos. Ao contrário de outros setores, ele experimentou um crescimento no último ano: os gastos dos brasileiros com animais domésticos aumentaram cerca de 10%, em 2020.

A demanda crescente aliada a importância de se manter trabalhando para não acabar entrando em uma crise financeira exigem que os donos de pet shops mantenham as portas abertas e não parem de atender.

Mesmo assim, isso não quer dizer que não devemos ter cuidados com a higiene e fazer de um pet shop uma terra sem lei, não é mesmo?

Os clientes devem ser atendidos em um local seguro, assim como os funcionários precisam ter seu bem-estar assegurado. 

Confira 3 cuidados na abertura de um pet shop durante a pandemia

Pensando nisso, vamos compartilhar três cuidados na abertura de um pet shop durante a pandemia. Dessa forma, você consegue administrar seu negócio sem deixar a saúde das pessoas ao seu redor de lado:

1 – Fique atento às medidas do governo

Antes de qualquer coisa, você precisa estar atento às medidas adotadas pelo governo. 

Se a propagação da Covid-19 estiver muito elevada, provavelmente haverá maior restrição para o funcionamento do comércio e menos gente andando na rua. Da mesma forma, um relaxamento maior da circulação de pessoas poderá ser definido se houver estabilidade no nível de infecção.

Tudo isso pode impactar o horário de funcionamento ou até uma determinação se a sua loja pode ou não funcionar. Além disso, é bom acompanhar também o calendário de vacinação para orientar seus colaboradores e ter uma boa projeção, de acordo com o ritmo da imunização, de quando será possível trabalhar com maior tranquilidade. 

Tudo isso é informado diariamente nos jornais que transmitem informações detalhadas, confiáveis e checadas. Fique de olho!

2 – Controle o volume de pessoas na sua loja

Distanciamento social é uma das principais medidas para evitar que o novo coronavírus continue a se espalhar. Para evitar que o seu pet shop acabe se tornando um vetor de transmissão, você precisa estabelecer um limite de pessoas que podem ocupar sua loja ao mesmo tempo. Inclusive, você deve considerar os seus funcionários.

Faça esse controle desde a entrada. Deixe informativos na porta da frente e em lugares estratégicos com o número máximo de lotação. Coloque também marcações no piso para delimitar uma distância mínima de 1,5 metro entre cada cliente. 

As demarcações servem até para estabelecer um fluxo de circulação, com o intuito de evitar que algum tipo de aglomeração acabe se formando em algum canto da loja.

Além disso, oriente os visitantes, pessoalmente e por avisos escritos, a não levarem acompanhantes à loja. No máximo uma pessoa com o seu animalzinho e mais ninguém.

Por fim, ter algum colaborador na porta da sua loja para verificar a temperatura dos clientes. Trata-se de uma medida que pode evitar a entrada de pessoas com febre que possam estar infectadas.

3 – Garanta higiene, máscara e álcool em gel

Investir na higiene na abertura do seu pet shop é ainda mais importante do que já era antes da pandemia. Todo o estabelecimento deve ser cuidadosamente limpo e desinfetado. 

Isso inclui equipamentos, bancadas de atendimento, prateleiras, puxadores, maçanetas e até o chão. De preferência, use detergente, água sanitária ou água e sabão.

Para garantir a higienização dos clientes, deixe à disposição frascos de álcool em gel 70% em diversos lugares da loja, devidamente identificados. Seus colaboradores também precisam ter um frasco individual de álcool para desinfetar as mãos no decorrer da jornada de trabalho.

A máscara, por sua vez, já é artigo de primeira necessidade e o seu uso é determinado por lei. Caso um cliente ou funcionário esteja sem máscara cobrindo nariz e boca dentro do seu estabelecimento, você pode tomar uma multa, sem falar no risco de contágio pela Covid-19. Por isso, garanta a utilização correta para proteção das vias respiratórias.

Oriente e supervisione

Ninguém quer ser contaminado pelo coronavírus e correr o risco de ser internado no hospital ou, pior, perder a vida passa essa doença. 

Por isso, ao supervisionar o cumprimento de todos esses cuidados especiais, tenha em mente que os clientes também podem ser seu aliado.

Faça da necessidade uma oportunidade

E como o cuidado com a saúde não precisa ser apenas um martírio, aproveite para investir em uma área que está ganhando bastante força: montar um pet shop online

Para tanto, você não precisa investir em um site de ponta num primeiro momento. Se você tiver uma loja de bairro, pode começar fazendo um atendimento por WhatsApp e vender em marketplaces e sites, como o Mercado Livre, e restringir sua atuação a uma região.

Além de uma opção de segurança, tenha em mente que a venda pela internet é uma tendência com fortes chances de permanecer mesmo depois da pandemia. 

Quando você mostra aos clientes que a sua loja oferece segurança e dá opções modernas de atendimento, eles aliam confiança à marca da sua loja. No final das contas, todo o investimento em cuidado com a saúde pode ser uma oportunidade para fidelizar clientes do seu pet shop.

Não perca a oportunidade de ter no seu PetShop os melhores produtos da Região: Purina, Avert, Pethy Group, entre outros. Cadastre-se e saiba mais!